Mãe ajuda filho a lavar as mãos
Mãe ajuda filho a lavar as mãos

Alguns mitos sobre os diferentes tipos de tosse

O que é a tosse?


A tosse é uma forma natural do corpo eliminar substâncias irritantes das vias aéreas e ajudar a expulsar o muco1. A tosse é um importante mecanismo de defesa amplamente involuntário, embora às vezes possa tornar-se excessiva e incomodativa.2,3


Sabe que tipo de tosse tem?

A tosse aguda tende a ter curta duração, até três semanas, enquanto a tosse crónica ou persistente geralmente dura oito semanas ou mais. 1Perante uma constipação, a tosse geralmente começa como uma “tosse seca”, o que significa sentir irritação e não haver expetoração (muco). Mais tarde, pode progredir para uma “tosse com expetoração”, o que significa que vai ser expelido o muco para limpar as vias aéreas.4,5


Um mito popular é que todos os tipos de tosse são tratados da mesma forma, mas na verdade devemos distinguir entre os diferentes tipos de tosse, que incluem:

Tosse seca e irritativa

 

A tosse seca está associada à irritação e não produz expetoração (muco espesso).4 A tosse seca é normalmente uma reação a algo que irrita a garganta, como um poluente no ar.6 A tosse seca também pode ser desencadeada por uma infeção no trato respiratório, como uma constipação.1


A tosse seca geralmente começa com uma sensação de irritação e normalmente é inesperada, repentina e imprevisível. Pode ser difícil de parar, pois a sensação de irritação na garganta produz um ciclo vicioso que provoca mais irritação e tosse.

Tosse com expetoração

 

Este tipo de tosse pressupõe a produção de expetoração (catarro ou muco dos pulmões ou seios paranasais). Também pode provocar sons sibilantes ou estridentes e aperto no peito. A tosse com expetoração é geralmente causada por uma infeção viral, geralmente constipação, mas também pode ocorrer devido a gripe, bronquite ou pneumonia.6


Bronquite

Bronquite é uma inflamação do revestimento dos brônquios, que transportam o ar de e para os pulmões. Um dos principais sintomas é a expulsão de muco espesso, que pode ser branco.6
A bronquite aguda geralmente desenvolve-se a partir de uma constipação ou outra infeção respiratória, sendo muito comum. A bronquite crónica, uma condição mais séria, consiste na constante irritação ou inflamação do revestimento dos brônquios.7

Tosse convulsa

 

A tosse convulsa geralmente inicia-se com sintomas semelhantes a uma constipação, mas agrava-se cerca de uma semana depois, provocando intensos ataques de tosse com um típico ruído inspiratório semelhante a um “guincho” a cada respiração. Esta condição tende a afetar mais as crianças do que os adultos e é causada por uma infeção bacteriana altamente contagiosa, que pode exigir tratamento com antibióticos.4,8


A tosse pode ser descrita como “ataque de tosse” se tender a ocorrer em períodos curtos, com intervalos mais longos entre os episódios de tosse.

Porque temos tosse?

A tosse é um mecanismo de defesa e uma forma natural do corpo eliminar substâncias irritantes das vias aéreas ou do tórax. A boa notícia é que a maioria das tosses são causadas por vírus (geralmente a típica constipação) e desaparecem em poucas semanas sem necessidade de medicação.4 Lembre-se de que os antibióticos não são eficazes para infeções virais.

Causas da tosse aguda

A tosse aguda é geralmente causada por uma Infeção do Trato Respiratório Superior (ITRS) que afeta a garganta, traqueia ou seios paranasais. A típica constipação e a gripe são ITRS.4

As infeções do trato respiratório inferior afetam os pulmões ou as vias aéreas inferiores e são chamadas de Infeções do Trato Respiratório Inferior (ITRI). Exemplos deste tipo de infeção são:4

  • Bronquite aguda
  • Pneumonia

Outras causas da tosse aguda são:4

  • Febre dos fenos ou outra rinite alérgica (uma reação alérgica a mofo ou ácaros, por exemplo)
  • Ataque de asma ou Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC)
  • Poeira ou fumo inalado

Causas da tosse crónica

As causas mais comuns da tosse crónica ou persistente são:4

  • Asma - geralmente acompanhada de pieira, aperto e falta de ar
  • Alergia
  • Infeção prolongada do trato respiratório, como bronquite crónica
  • Bronquiectasia - um alargamento anormal das vias aéreas do pulmão
  • Secreções de muco presentes na garganta, provenientes da parte posterior do nariz, causado por condições como rinite ou sinusite
  • Refluxo ácido ou Doença do Refluxo Gastro-Esofágico (DRGE)
  • Fumar
  • Alguns medicamentos para controlar a tensão arterial, como Inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina (IECA)

Como se disseminam as infeções respiratórias virais?

O vírus entra no corpo através da boca, olhos ou nariz. O vírus pode disseminar-se através de gotículas no ar ou através do contacto direto ou indireto com uma pessoa ou objeto infetado. Portanto, se tiver que tossir, é importante cobrir a boca com o antebraço e afastar-se das pessoas que estão próximas. Também é essencial manter uma boa higiene – lave bem as mãos com frequência com sabão e água para não transmitir a infeção.8

Uma infeção respiratória viral pode ser uma doença grave para algumas pessoas

Para a maioria das pessoas, uma infeção respiratória viral não é grave, apenas desgastante e desagradável. Infelizmente, algumas pessoas correm maior risco de desenvolver complicações devido à presença de um vírus no trato respiratório inferior, como a pneumonia.
Estes podem incluir:7

  • Pessoas com um sistema imunitário debilitado
  • Idosos
  • Pessoas com outras condições de saúde, como doença cardíaca, hepática ou renal
  • Fumadores

 

Quanto tempo dura a tosse?

Geralmente a tosse desaparece dentro de três semanas. Se os sintomas não melhorarem ou durarem mais do que isso, poderá ter alguma outra condição, sendo por isso aconselhável consultar o seu médico.4

Como tratar a tosse?

Geralmente a tosse causada por infeções virais melhora naturalmente em algumas semanas sem qualquer tratamento, mas existem medicamentos disponíveis para ajudar a aliviar os sintomas:3


1. Antitússicos (supressores da tosse)


2. Expetorantes - aumentam a eliminação do muco e facilitam a sua expulsão (expetoração)

Qual a melhor forma de tratar a tosse de forma natural?

Na maioria dos casos, o tempo, o descanso e os tratamentos naturais funcionam bem para aliviar a tosse. Outras dicas incluem:

Devo tomar algum medicamento para a tosse?

O primeiro ponto a observar sobre medicamentos para tosse é que estes não curam a tosse, mas aliviam os sintomas da tosse. A boa notícia é que, ao aliviar os sintomas, está a ajudar o corpo a voltar ao normal.

Se estiver a cuidar de crianças pequenas, é uma boa ideia falar com o seu médico ou farmacêutico antes de administar qualquer medicamento não sujeito a receita médica, pois alguns ingredientes não são adequados para crianças pequenas.

De um modo geral, os medicamentos para a tosse atuam a suprimir a tosse ou ajudam a eliminar o muco acumulado no peito que está a provocar a tosse:3

  • Supressores da tosse geralmente são indicados apenas para tosse seca. Exemplos incluem o dextrometorfano.
  • Expetorantes ajudam a eliminar o muco das vias aéreas. Geralmente fluidificam o muco, ajudando a drenar as vias aéreas. Exemplo de um expetorante comum é a guaifenesina.

Lembre-se que, na maioria dos casos, o tempo, o descanso e os tratamentos naturais funcionam bem para aliviar a típica tosse. Diretrizes e especialistas agora recomendam opções de tratamento mais naturais para a tosse, principalmente em crianças.11-12

Referências:

1. NICE. Cough. Available from: https://cks.nice.org.uk/cough#!topicSummary (last accessed March 2020)

2. Sharma S, Hashmi MF, Alhajjaj MS. Cough. [Updated 2020 Feb 14]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK493221. (last accessed May 2020)

3. Dicpinigaitis PV, et al. Acute cough: a diagnostic and therapeutic challenge. Cough 2009;5:11

4. NHS Inform. Cough: About coughs.
Available from: https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/lungs-and-airways/cough (last accessed March 2020)

5. Harvard Health Letter. Cracking the cough code, published September 2018. Available from: https://www.health.harvard.edu/diseases-and-conditions/cracking-the-cough-code (last accessed March 2020)

6. NHS Inform. Bronchitis. Available from: https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/lungs-and-airways/bronchitis (last accessed March 2020)

7. NHS Inform. Whooping cough: About whooping cough. Available from: https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/infections-and-poisoning/whooping-cough (last accessed May 2020)

8. Drexler M, Institute of Medicine (US). What You Need to Know About Infectious Disease. Washington DC: National Academies Press; 2010

9. American Academy for the Advancement of Science. News Release: 7 June 2019: The nicotine in e-cigarettes appears to impair mucus clearance. American Thoracic Society. Available from: https://www.eurekalert.org/pub_releases/2019-06/ats-tni060419.php (last accessed March 2020)

10. NICE. Cough (acute): antimicrobial prescribing. NICE guideline [NG120], February 2019. Available from: https://www.nice.org.uk/guidance/ng120/resources/visual-summary-pdf-6664861405 (last accessed March 2020)

11. WHO. Cough and cold remedies for the treatment of acute respiratory infections in young children, 2001. Available at: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/66856/WHO_FCH_CAH_01.02.pdf?sequence=1&isAllowed=y (last accessed March 2020)

12. Oduwole O, Meremikwu MM, Oyo-Ita A, Udoh EE. Honey for acute cough in children. Cochrane Database of Systematic Reviews 2012, Issue 3. Art. No.: CD007094. Available from: DOI: 10.1002/14651858.CD007094.pub3 (last accessed March 2020)

13. MedicalNewsToday. What can I do to make my cough go away? Available from: https://www.medicalnewstoday.com/articles/322394 (last accessed May 2020)

14. Morice A, Kardos P. Comprehensive evidence based review on European antitussives. BMJ Open Resp Res 2016;3:e000137. doi:10.1136/bmjresp-2016- 000137

15. GSK. Theraflu ProNatural Cough Syrup Package Leaflet. Aboca, 2019

16. GSK. Food Supplement Labelling Sheet [Meboprotect/Cholinex]. GSK, 2019